Visão

Publicado originalmente por admin em 30 Set 2009 no antigo blog | sob: poesias

Eu vi um sorridente
Quando me apareceu na estrada.
Cerrada Mata, bichos e ruídos
não lusco fusco da noite que se aproxima.
 
Logo adiante, um lago
que refletia uma Lua Cheia
e os grilos como orquestra
à espera.
 
Eu a reconheci não pelas roupas
Não pelo sorriso já dito
ou pelo olhar vago e vivo como se fosse Possível
ser assim Um Olhar
 
Eu a reconheci
pela pena de águia nos cabelos.
 
E quando vi uma índia de outras épocas
o passado escondido já no presente
vi sua vida e sua morte já envelhecida
em meus braços.
 
Vi nossos filhos crescendo
sorrindo para mim também.
 
Alberoni 28/09/09

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: