Programação de Música do CCSP – Março 2011

Programação de Música do Centro Cultural São Paulo – Março 2011Neste mês de março o Centro Cultrual São Paulo realiza um projeto em homenagem ao grande pianista e compositor Johnny Alf, considerado ao lado de Dick Farney um dos precursores do Movimento Bossa Nova. Toquinho, Cauby Peixoto, Claudette Soares, Alaíde Costa, Wanderlea, entre outros artistas da música brasileira interpretam em seis shows com entrada franca as músicas de Johnny Alf que integram o lançamento da coleção de CDs Johnny Alf Entre Amigos, nos dias 12, 13, 19, 20, 26 e 27.

A temporada da série Clássicos do Domingo tem início no dia 13 com nada menos que o Quaternaglia, um dos mais importantes quartetos de violões da atualidade, seguido de Eudóxia de Barros (20) e do fagotista solo da OSESP Alexandre Silvério que juntamente com a pianista Olga Kopylova interpretam entre outras obras a lendária Sonata de Camile Saint-Säens.

Na série Concertos ao meio dia quatro atrações acontecem na Sala Adoniran Barbosa, o Duo Sospirare, formado pela alaudista Carin Swilling e pela cantora Sonia Goussinsky interpretando obras de Monteverdi, Frescogaldi, Purcell, entre outros, no dia 10. Na semana seguinte, dia 17, é a vez do Grupo Viva Vós interpretando obras de música erudita e música popular brasileira. No dia 24 sobe ao palco o Duo Barroco formado pelo oboísta Gilson Barbosa e pelo cravista Leonardo Fernandes. O pianista Alexandre Zamith encerra os concertos deste mês, no dia 31, com um repertório de peso, com o destaque para a Sonata op. 109 de Beethoven.

Na programação de shows teremos a Banda Paralela, um grupo versátil de jovens músicos que apresentam um programa alegre e divertido em shows específicos para as crianças da rede de ensino e para o público em geral, nos dias 11 e 18.

No dia 25 o destaque é a voz privilegiada do cantor Filipe Catto.

Já a série Quinta na Faixa tem as seguintes atrações: Los Cocineros (10) formado na vida musical da cidade de Córdoba, Rodrigo Delarc com o show “A Kind of Bossa” (17), o pianista de jazz holandês Michiel Blorstlap (24) e o trio do violonista irlandes Tim O’Connor que se apresenta pela primeira vez no Brasil.

Diversidade e qualidade. Boa música!

Francisco Coelho
Curador de Música-CCSP

______________________________________________

Projeto Especial – Johnny Alf – A bossa e outros tons

Lançamento do box de CDs Johnny Alf Entre Amigos 

 “Johnny Alf – pianista, compositor e intérprete genial, sensível, e, discretamente, sempre antenado com os movimentos da música. Ela sempre foi seu norte e encontrou nele um servidor dedicado, que tinha sua vida pautada pela sua arte. A música inspirava a vida e juntas davam ao artista o material para a elaboração de sua obra.”

Nelson Valência – produtor por 20 anos de Johnny Alf

Sala Adoniran Barbosa

Sábados (19h) e Domingos (18h)
Entrada Franca

Dia 12
Alaíde Costa e Zé Luiz Mazziotti

Dia 13
Wanderlea e Claudia Telles

Dia 19
Célia, Adyel Silva e Maricenne Costa

Dia 20
Cauby Peixoto e Claudya

Dia 26
Cida Moreira e Zé Renato

Dia 27
Toquinho e Claudette Soares

_____________________________________________
Shows Especiais

Sala Adoniran Barbosa
Entrada Franca

Banda Paralela

Com uma formação de cinco sopros e duas percussões, Paralela resgata a tradição das bandas brasileiras sob um enfoque inovador, irreverente e versátil.

Dia 11
10h30 Show didático para a rede de ensino

12h30 Show

Dia 18
Banda Paralela

14h30 Show didático para a rede de ensino

19h00 Show

_______________________________________________

Clássicos do Domingo

A série mantém a tradição dos concertos dominicais, valorizando jovens talentos da música clássica brasileira – intérpretes e compositores –, além de apresentar nossos já consagrados artistas.

Domingos, 11h30
Retirada de ingresso 1h antes do espetáculo.

Sala Jardel Filho
Entrada Franca
_______________________

Dia 13
Quaternaglia – Quarteto de violões

Com: Chrystian Dozza, Fabio Ramazzina, Paola Picherzky e Sidney Molina

FRASE:. Um dos melhores quartetos de violões apresenta um repertório variado com técnica, graça e musicalidade.

RELEASE –  O Quaternaglia Guitar Quartet (QGQ) tem sido aclamado como um dos mais importantes quartetos de violões da atualidade, tanto pelo alto nível de seu trabalho camerístico quanto por sua importante contribuição para a ampliação do repertório. Em seus quinze anos de atuação, o grupo – formado pelos violonistas Chrystian Dozza, Fabio Ramazzina, Paola Picherzky e Sidney Molina – vem estabelecendo um cânone de obras originais e arranjos audaciosos, o que inclui a colaboração com compositores brasileiros de diversas gerações, tais como Egberto Gismonti, Almeida Prado, Paulo Bellinati, Sérgio Molina, e Paulo Tiné. Sua atuação começou a despertar o interesse da crítica internacional a partir de 1998, após a obtenção do “Ensemble Prize” no “Concurso Internacional de Violão de Havana” (Cuba) e da participação em importantes séries de violão e música de câmara dos Estados Unidos, como Guitarists of the World, Allegro Guitar Series, Chamber Music Sedona, Friends of Music e Round Top Festival Hill.

O lançamento do CD Forrobodó na Europa pelo selo Carmo/ECM (2000), produzido por Egberto Gismonti, foi o registro pioneiro de um repertório original de grande virtuosismo – quase integralmente dedicado ao próprio quarteto – que tem sido modelo para alguns dos principais ensembles violonísticos da atualidade. Esse trabalho de pesquisa prosseguiu no CD Presença (2004), que traz também a primeira gravação mundial do Quarteto n. 1 de Radamés Gnattali, e no DVD Quaternaglia (2006), gravado ao vivo no Auditório do Itaú Cultural, em São Paulo.

Em dezembro de 2007 o Quaternaglia foi o solista convidado da Orquestra de Câmara da USP (OCAM) com a qual estreou no Brasil Gismontiana, novo concerto para quatro violões e orquestra de Leo Brouwer, sob a regência do próprio compositor em sua primeira viagem ao Brasil

Os músicos do Quaternaglia utilizam três violões de seis cordas e um violão de sete cordas especialmente construídos pelo luthier brasileiro Sérgio Abreu.          

PROGRAMA:

Tobias Hume (1569-1645) 
Involatura (1607) – Versão: Gilbert Biberian
1. Sweet Music      

2 . Mask    
1 – Bailando un Fandango Charro
2. Remanso
3. La Siega
4. Fiesta en el Pueblo

Federico Moreno Torroba (1918 – 1982)
Estampas (1976)

Alberto Ginastera   (1916 – 1983)
1. Danza de moza donosa (1937)    versão: João Luiz
2. Das Tres Danzas Argentinas, op.2

A fala da paixão

Egberto Gismonti (1947)

A Fala da Paixão (2008)    versão: Leo Brouwer        

Paulo Bellinati (1950)

Quatro Peças para quarteto de violões

1. Baiao de Gude (1997)
2. Frevo e Fuga (2010)         
3. Carlo’s Dance* (2006)
4. A Furiosa (1997)

___________________

Dia 20
Eudóxia de Barros

FRASE:. Uma das mais consagradas pianistas brasileiras apresenta um repertório abrangente com destaque para Chopin, Nazareth, Camargo Guarnieri, entre outros.

RELEASE

Uma das melhores e mais ativas pianistas brasileiras, desenvolve uma carreira admirável, permeada por sucessos e  realizações. Aos 16 anos, tocou, em primeira audição no Brasil, o Concerto n.º 1 de Villa-Lobos, como uma das solistas vencedoras da Orquestra Sinfônica Brasileira, sob a regência de Eleazar de Carvalho. Em 1963 redescobriu Ernesto Nazareth, gravando sua obra no premiado disco “Ouro sobre Azul”, o que ocasionou o ressurgimento do chorinho e a valorização do compositor no cenário musical brasileiro.
É fundadora e Vice-Presidente do Centro de Música Brasileira e acumula muitos prêmios e honrarias, tais como APCA e FUNARTE no Brasil e North Carolina Symphony nos EUA. É membro da Academia Brasileira de Música e de diversas entidades. Solista de orquestras nacionais e estrangeiras, atua sob regência de grandes maestros. Gravou muitos LPs, CDs e um recente DVD. É também autora do livro “Técnica Pianística”, editado pela Ricordi.

PROGRAMA:

DEBUSSY (1852-1916)
Soirée dans Grenade (Estampes)

GABRIEL FAURÉ (1845-1924)

CHOPIN (1810-1849)
Improviso op. 31, nº 2, em fa menor

Sonata, op. 58
1. Allegro maestoso
2. Scherzo – molto vivace
3. Largo
4. Finale – presto, non tanto

SCHUMANN (1810-1856)
Tocata, op. 7

FERNANDO CUPERTINO (1959)
Tocata (dedicada a Eudóxia de Barros)

RICARDO TACUCHIAN (1939)
Vitrais (dedicada a Eudóxia de Barros)

OSVALDO LACERDA (1927)
Estudo n.º 8
Estudo n.º 9

ERNESTO NAZARETH (1863-1934)
Elegantíssima (valsa)
Fon-fon (tango)

CAMARGO GUARNIERI (1907-1993)
Valsa n.º 9
Dança Brasileira
___________________

Dia 27
Alexandre Silvério e Olga Kopylova

Com: Alexandre Silvério (fagote) e Olga Kopylova (piano)

FRASE:. O duo apresenta a Sonata que Camile Saint-Säens compôs como uma resposta ao uso que Stravinsky fez do fagote na abertura da Sagração da Primavera.

RELEASE
Alexandre Silvério –
Natural de Osasco, começou a estudar fagote em 1992, na Escola Municipal de Música de São Paulo, sob orientação de Gustav Busch. Dois anos depois, passou a estudar com Francisco Formiga.

Integrou várias orquestras no Estado de São Paulo, participou de cursos e masterclasses, com professores como Noel Devos, Claudio Gonella e Afonso Venturieri. Venceu por quatro vezes consecutivas o Concurso Jovens Solistas da Osesp e interpretou com a Orquestra o Concerto de Weber, transmitido pelas Rádio e TV Cultura de São Paulo.

Em 1997 passou a integrar a Osesp e, dois anos mais tarde, recebeu bolsa de estudos da Fundação Vitae para estudar em Berlim, na classe de solistas de Klaus Thunemann. Após obter seu diploma com nota máxima, entrou, novamente com o apoio da Fundação Vitae, para a Karajan Akademie (Academia da Filarmônica de Berlim), onde teve orientadores como Markus Wiedmann, Hennig Trog e Stefan Schweigert.

Atuou com músicos renomados e com grupos como a Orquestra de Câmara Alemã, a Sinfônica de Berlim, além de diversos concertos e turnês com a Filarmônica de Berlim, sob a regência de maestros como Simon Rattle, Pierre Boulez, Marris Jansons, Nikolaus Harnoncourt, Seiji Ozawa, John Elliot Gardner, Andre Previn e Christian Thielemann.

Olga Kopylova – Nascida em 1979, no Uzbequistão, república da extinta União Soviética, Olga Kopylova começou a estudar piano aos quatro anos com o pai. Aos seis, ingressou na Escola de Música de Uspensky, em Tashkent. Em 1994, transferiu-se para a Escola de Música do Conservatório Tchaikovsky, em Moscou, onde estudou com a renomada pianista Tatiana Galitskaia.

Em 1997, foi admitida no Conservatório Tchaikovsky, sob a orientação de Ludmila Roshina e Mikhail Kollontai. Durante os anos de estudo no Conservatório, apresentou-se nas principais salas de concerto de Moscou e outras cidades russas, em recitais solo e de câmara.

Olga Kopylova mudou-se para o Brasil em 1999, para assumir o posto de pianista titular da

Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Gravou e lançou o CD de piano solo Estrela da Manhã em 2003, no qual interpreta obras de Prokofiev, Rachmaninov, Medtner e Scriabin. O disco foi recebido pela crítica especializada como um dos mais importantes lançamentos de música erudita do ano e teve ampla divulgação nos meios de comunicação.

Olga apresentou-se com importantes orquestras do País, sob regência de Roberto Minczuk, John Neschling, Wagner Polistchuk, Osvaldo Colarusso, entre outros, e em recitais solos nas principais salas de concerto.

PROGRAMA:

GEORG PHILIP TELEMANN (1681-1767)
Sonata em fa menor, para fagote e piano

1. Triste
2. Allegro
3. Andante
4. Vivace

CAMILE SAINT SAENS (1835-1921)
Sonata para fagote e piano Op. 168

1. Allegro Moderato
2. Allegro Scherzand
3. Adagio – Allegro Moderato

MANFRED SCHOFF (1936)
Zwei impromptus

1. Mit Ausdruck
2. Pronunciato

ALEXANDER TANSMAN (1897-1986)
Sonate
1. Allegro
2. Aria
3. Presto
__________________

Concerto ao meio dia quintas-feiras, 12h30

Concertos gratuitos na hora do almoço.

Sala Adoniran Barbosa
Entrada Franca

_______________________
Dia 10

Duo Sospirare
Com: Sonia Goussinsky (soprano) e  Carin Zwilling (alaúde)

FRASE: “Duo Sospirare”,  buscando, em bases documentais,  as suas interpretações com caráter leve condizente ao requinte do estilo do canto aliado à sonoridade instrumental da época.

RELEASE
Sonia Goussinsky ,soprano,  doutoranda da USP , é mestre em canto pelo Trinity College of Music de Londres, e pós-graduada em Música Antiga na Guildhall School of Musicand Drama de Londres. Além do repertório de música antiga, é também cantora especializada no cancioneiro judaico, principalmente em Ídiche, repertório alvo do seu atual projeto de pesquisa em curso de Doutorado na Universidade de São Paulo. Foi professora do bacharelado e da pós-graduação da Faculdade de Música Carlos Gomes. Atualmente  leciona no Conservatório e na Faculdade da FITO em Osasco e no Musicalis Núcleo de Música em São Paulo.

Carin Zwilling, alaudista, é bacharel em Música com orientação de Henrique Pinto, e completou  o Artist Diploma da Academia Rubin de Jerusalém, sob orientação de Josph Urshalmi. Obteve diploma no Mastercourse de Konrad Ragossnig no Konservatorium der Stadt de Viena, Áustria, e bolsa de estudos do Ministério de Educação e Ciências da Holanda para realizar especialização em alaúde renascentista e barroco no Sweelinck Conservatorium de Amsterdam, sob orientação de Anthony Bailes. Venceu o premio internacional de Melhor Canção Infantil em Figueira da Foz, Portugal.

PROGRAMA

G. Caccini (1545-1618)
– Odi, Euterpe
– Amor ch´attendi

G. Frescobaldi (1583-1643)
– Se l’aura spira

M. Lambert (1610-1696)
– Vos Mépris

J. Planson (1559-1612)
– La rousée Du mois de may

C. Monteverdi (1567-1643
– Si dolce il tormento

M. Galilei
– Volta

J. Dowland (1563-1626)
– Come again

H. Purcell (1659-1695)
– If music be the food of love
– She loves and she confesses

_______________________

Dia 17

Grupo Viva Vós

Com: Paulo Renato (violão); Jarbas Tourino (tenor); André Rass (percussão) e Paulo Ribeiro (violão)

FRASE: Entre composições autorais e clássicos populares do Brasil e do mundo, o grupo encanta com o repertório que reacende sentimentos.

RELEASE – O toque sutil do violão e a voz aveludada do músico Paulo Renato unem-se à sonoridade potente e vibrante do tenor Jarbas Tauryno, acrescidos das performances de André Rass, percussionista, e Paulo Ribeiro, violonista, constituem o GRUPO VIVA VÓS.
Esses quatro artistas nascidos no Rio Grande do Sul e atualmente residentes em São Paulo unem-se festivamente nesse projeto que tem por objetivo resgatar os valores mais rofundos da alma humana, através de um repertório que reacende sentimentos de paz interior,compaixão e alegria.

No repertório constam Tocando em frente, Ave Maria de Schubert, Oração de São Francisco, Gracias a la Vida, Todo cambia e Canción com todos, sendo essas três últimas um tributo a Mercedes Sosa. Também serão executadas obras autorais de Paulo Renato.
Jarbas Tauryno e Paulo Renato, também se apresentam individualmente com formações variadas. Os artistas apresentaram-se do sul ao norte do Brasil, Argentina, Espanha, França e Uruguai.

PROGRAMA

Bloco Um – Intérprete: Duo Viva Vós

HEITOR VILLA-LOBOS (letra de Ferreira Gular)
Trenzinho do Caipira
ANÔNIMO
Greensleaves
WALTER FRANCO
Serra do Luar/Coração Tranqüilo
KLEITON RAMIL  
Vira virou

Bloco Dois – Intérprete: Jarbas Tauryno

FRANZ SCHUBERT
Ave Maria –  (a capella e somente primeira parte)
PE. IRALA
Oração de São Francisco – (a cappella e só uma vez)
CAETANO VELOSO
Alguém Cantando
VIOLETA PARRA 
Gracias a la vida

Bloco Três  – Intérprete: Paulo Renato

PAULO RENATO E PEDRO MUNHOZ
Vem
MARTIM CÉSAR E HÉLIO RAMIREZ
Caminhos de Si
FITO PAEZ
Dale alegria a mi corazón 
PAULO RENATO
Antes, agora e depois

Bloco Quatro – Intérprete: Duo Viva Vós

ALMIR SATER E RENATO TEIXEIRA
Tocando em frente
RENATO TEIXEIRA
Romaria

L. COHEN
Aleluia

MERCEDES SOSA
Todo cambia
A. T. GOMES E J. C. ISELLA
Canción con todos

_______________________

Dia 24

Duo Barroco
Com: Gilson Barbosa (oboé) e Leonardo Fernandes (piano)

FRASE: O duo interpreta obras de Marin Marais, J.B. Lully, Purcell, Haendel, Bach,entre outros.

RELEASE – DUO BARROCO

O Duo  Barroco foi formado no final dos anos 1980 inicialmente com a participação da cravista Regina Schlochauer e posteriormente com o pianista e cravista Leonardo Fernandes.

Gilson Barbosa
Estudou com Sebastião Gomes (Brasília), Salvador Masano (São Paulo), Manfred Clement, Ingo Goritski e Henry Schuman em diversos cursos de férias. De 1975 a 1995 foi primeiro oboísta e corne inglês solista das Orquestras Sinfônicas Municipal de Campinas, Minas Gerais e Municipal de São Paulo. De 1995 a 2002 foi monitor da Orquestra Experimental de Repertório. Já se apresentou como solista à frente das Orquestras de Campinas, Municipal de São Paulo e da USP, sob regência dos Maestros Carlos Veiga, Benito Juarez, Issac Karabtchevsky, Gerard Devos, Henrique Gregori, Barros Garbogini e Ronaldo Bologna. Lecionou oboé na Escola de Música de Piracicaba, no Conservatório Musical do Brooklin Paulista e na Universidade Livre de Música do Estado de São Paulo. Músico atuante em diversas formações camerísticas (recitais com piano, cravo e órgão), atua também ao lado de artistas populares. Participa de diversas gravações de música de câmara, sinfônica e operística e gravações para rádio e TV.

Leonardo Fernandes
Graduou-se  pela  Universidade  de  São Paulo e desenvolveu seu mestrado na PUC-SP. A partir de 1990 seu interesse se volta para o cravo e órgão, sob a orientação do cravista Edmundo Hora e da organista Elisa Freixo, quando participou de simpósios históricos de teclados de Mariana-MG e do 27º Workshop Internacional em Stavanger, Noruega. Com projetos em parcerias com artistas como Walter Weiszflog, Ana Maria Kieffer, entre outros, Leonardo Fernandes tem se destacado no cenário do teclado brasileiro. Nos últimos anos acompanha frequentemente cantores líricos da nova geração. Seu repertório abrange obras da renascença à contemporaneidade; estreou obras dos compositores Rubens Ricciardi e Marisa Ramires Lima, e é dedicatário de obra do belga Leo Kupper.

PROGRAMA

MARIN MARAIS ( 1656-1728)

Três danças francesas antigas:
1. L´agréable
2. La provençale
3. Le Basque

JEAN BAPTISTE LULLY (1632-1687
Menuet

JEAN BAPTISTE LOEILLET (1680-1730)
Hormpipe

HENRY PURCELL (1659-1695)
Suite de “Orpheus Britannicus”

1. Maestoso-Allegro-Maestoso
2. Allegro
3. Largo
4. Allegro
5. Poco Presto

G. F. HANDEL (1685-1756)
Suite em Mi Menor do Segundo Livro (1733)
-Allmand
-Saraband
-Jigg

J. S. BACH (1685-1750)
Sonata em Sol Menor BWV 1020
1. Allegro
2. Adagio
3. Allegro

J. S. BACH (1685-1750)
Duas Invenções a Duas Vozes
1. Em Ré Maior
2. Em Sol Maior

ALESSANDRO BESOZZI (1702-1775)
Sonata em Do Maior
1. Andante
2. Allegro
3. Larghetto
4. Allegreto

_____________________

Dia 31

Alexandre Zamith

FRASE: No programa deste premiado pianista o destaque para a Sonata op. 109 de Beethoven.

RELEASE
Alexandre Zamith – Bacharel em música pela Universidade de São Paulo (USP), concluiu em 1999 o Mestrado em Artes Musicais pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e em 2010 o Doutorado por esta mesma instituição. Premiado em concursos nacionais de piano e música de câmara, teve sua formação pianística orientada por Gilberto Tinetti, Marisa Lacorte e Mauricy Martin, bem como participou, na condição de bolsista de festivais e cursos, de masterclasses ministradas por Caio Pagano, Arnaldo Cohen, Yara Bernette, Mirta Herrera, entre outros.

Desde 1990 tem se apresentado junto a orquestras, dentre as quais a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), a Orquestra Filarmônica de São Caetano do Sul, a  Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Campinas e a Orquestra Sinfônica de Sorocaba. Nutre especial interesse pela música contemporânea, sobretudo pelo repertório que considera amplamente as liberdades do  intérprete.

Suas pesquisas acerca da música aberta à improvisação lhe conduziram a vários trabalhos artísticos, tanto de improvisação de contornos jazzísticos como da improvisação contemporânea, tendo recentemente se apresentado no II Encontro de Investigações em Performance de Aveiro (Portugal). Dentre estes trabalhos destacam-se o Frank Herzberg Trio, o Mario Checchetto e Alexandre Zamith Duo, o Nu.m.i (Núcleo de Música Interativa) e o Grupo de Música Aberta da Universidade Federal de Uberlândia.

Em suas atividades pedagógicas, foi professor do Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos (Tatuí-SP), da Fundação das Artes de São Caetano do Sul e da Faculdade Paulista de Artes. É professor efetivo da Universidade Federal de Uberlândia – MG.

PROGRAMA

JEAN-PHILIPPE RAMEAU (1682-1764)
Gavotte & Doubles

LUDWIG VAN BEETHOVEN (1770-1827)
Sonata Op.109
1. Vivace ma non troppo – Adagio Espressivo – Tempo I
2. Prestissimo
3. Gesangvoll, mit innigster Empfindung (“Andante, molto cantabile ed espressivo”)

CLAUDE DEBUSSY (1862-1918)
Dois Prelúdios

1. Des pas sur la neige
2. Le vent dans la plaine

FREDERIC CHOPIN (1810-1849)
Balada Op.52

___________________________________________

Quinta na faixa

Sala Adoniran Barbosa – 19h

Entrada Franca

Dia 10

Los Cocineros

Com grande presença de palco, a banda formada na cidade de Córdoba comemora dez anos mesclando cumbia, cuarteto, bolero e outros ritmos latinos.

Retirada de ingressos 2h antes do show

Dia 17

Rodrigo Del Arc

Sucesso no Japão e Nova York, Rodrigo Del Arc apresenta o show “A Kind of Bossa”, com os pés na música brasileira e a cabeça antenada ao mundo. 

Dia 24

Michiel Borstlap

Pianista e compositor holandês que já tocou ao lado de grandes figuras do jazz como Wayne Shorter e Herbie Hancock faz show em que mostra parte do repertório de seus mais de 10 CDs lançados.

Dia 31

Tim O’Connor Trio

O violonista e compositor irlandês Tim O´Connor se apresenta pela primeira vez no Brasil trazendo referências do folk e do jazz, acompanhado por Paul Daly (flauta e clarinete) e Steve (percussão). 

 Dia 25

Filipe Catto

Com uma voz incomum de contratenor e uma afinação invejável, o jovem gaúcho “brinca com gêneros e ritmos, levando muito a sério a missão do intérprete.

Show ao meio dia

Sala Adoniran Barbosa – 12h30

Entrada Franca

Dia 25

Projeto Coisa Fina

Focada na mistura entre a canção e a música instrumental, a big band formada há 6 anos apresenta as músicas de seu primeiro CD, uma homenagem ao maestro Moacir Santos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: